Mães são mães. Atualizado

Tenho uma amiga, a Vanessa,  que é cadeirante, ela sofreu um acidente e teve algumas vértebras prensadas (me desculpem se falei besteira, mas não me lembro de cor quais foram e qual o nome correto). Mesmo assim, tem uma vida ativa, trabalha em empresa, trabalha como atriz, sai a noite, viaja, dirige, enfim. Cá pra nós, eu não vejo diferença entre qualquer outra pessoa, o fato é que algumas pessoas tem deficiência em entender as diferenças dos outros, dai a crença que eles (cadeirantes, cegos, etc) não tem uma vida normal. Até conversando com a Vanessa, ela me falou que não acha interessante o fato de haverem vagas de trabalho “especiais” para inclusão dela, pois ela não quer ser incluída na sociedade, ela ja faz parte da sociedade!

Bom, mas o fato é que vim falar de algo que ela me perguntou esses dias:
-Será que posso ter um filho de parto normal?
Eu fiquei sem saber a resposta, mas por conta do grupo “parto natural” do facebook onde uma a Lívia ta grávida e é cadeirante e ja recebeu um carimbo de cesárea na GO que foi….e a discussão começou.
Elas postaram essa dissertação de mestrado por LIVIA FAJIN DE MELLO DOS SANTOS, de 2011:

GESTAÇÃO SOBRE RODAS: assistência de saúde
à mulher cadeirante durante o pré-natal, parto e nascimento.

“São lindas, guerreiras, vitoriosas, determinadas… são mulheres, são esposas, são

mães! A cadeira de rodas é só um detalhe que lhes permite se locomoverem. Muitas vezes

as pessoas só olham para a cadeira e esquecem o principal, esquecem-se daquela mulher
que está controlando a cadeira. Pude perceber isso através de suas falas.”

Recomendo a leitura do capitulo I e V, no primeiro ela fala sobre o que envolve o imaginario acerca da cadeirante e no V transmite as falas das cadeirantes que participaram.

Temos também este vídeo:

“A mulher se torna mãe graças ao trabalho que cada uma realiza em sua mente,

trabalho que se converte em uma atitude maternal, uma experiência profunda e íntima. Esta
atitude maternal não nasce no momento em que a mulher ouve o choro do seu bebê pela
primeira vez, mas sim gradualmente, através do desejo de engravidar, e depois mais
concretamente quando engravida e durante os meses que precedem o nascimento de seu
filho (NARVÁEZ, 2009; WINNICOTT, 2006).”

Temos aqui também um texto lindo (alias, a foto da mãe cadeirante é daqui): http://cantinhodoscadeirantes.blogspot.com.br/2012/03/cadeirantes-podem-ser-pais.html

E bola pra frente que o futuro vem ai, quem quer ser mãe venha ! Todas podemos. Abaixo os mitos que nos rebaixam e que nos impedem de viver uma vida plena e feliz.

ATUALIZAÇÃO, de um GO do grupo Parto Natural:
” Essas mulheres podem e devem ter parto normal. As contrações uterinas independem do sistema nervoso central. Quando a mulher tem problemas de saúde, seja quais forem, quase sempre é preferível um parto normal. É justamente nessas situações que se deve evitar a cesariana pois uma complicação pode ser catastrófica para mulher. Na Europa abundam casos de mulheres que por vezes estão internadas em UTI, entubadas, e que tem o parto induzido. Infelizmente, por aqui, qualquer problema com a mulher é indicaçao de cesárea. Por isso, vão continuar morrendo mais mulheres aqui que nos países desenvolvidos até que esse conceito errôneo mude. Como a Maira falou, é preciso até ficar até atento ao trabalho de parto dessas mulheres com dano medular porque elas não têm percepção dolorosa. Isso tb acontece por exemplo com mulheres com esclerose múltipla avançada. Nenhuma indicação de cesárea para essas mulheres, pelo contrário, para elas a cesárea é mais “perigosa” que para mulheres saudáveis.”

Post especial para Vanessa Cornélio.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Mães são mães. Atualizado

  1. Nath, as postagens estão cada dia mais lindas, e mais surpreendentes!
    o/

  2. Olá! Fico muito feliz de saber que a minha dissertação está em seu Blog. Espero que as pessoas possam ler e conhecer a história de vida dessas mulheres.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s