O sagrado

“Parado em um santuário, Mestre Tan-hsia sentia frio. Então pegou uma estatueta de madeira de Buda do altar e atirou-a no fogo. O guarda do santuário ficou surpreso e irritado. Em resposta, o mestre começou a olhar entre as cinzas. “O que está fazendo?”, perguntou o guarda. “Olhando para restos mortais sagrados nas cinzas”, respondeu o mestre. ” Você não os encontrará nas cinzas de uma estátua de madeira”, disse o guarda. “se é isso”, o mestre concluiu, “posso pôs outro par de Budas no fogo para manter-me aquecido?”.

Flor

Porque eu acredito, que tudo é Um. Tudo é igualmente sagrado e nada é especialmente sagrado. Busque a iluminação sendo você mesmo, não se iluda com qualquer coisa que endosse a ilusão da separação.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O sagrado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s