Simplificando

não exagerar os sentimentos
arriscar
não seguir os mandamentos
vivenciar
não mitificar os pensamentos
assimilar
não condecorar os ferimentos
reinventar
não copiar aos sete ventos
amamentar
não aprisionar os seus rebentos

uma mulher adulta
só conhece bons momentos.
(Martha Medeiros)
—————————————–
Ok…tava com vontade de colocar esse poeminha… Sei lá se sou adulta, não gosto desse negócio de ser madura, esse é um ótimo adjetivo para frutas e legumes, que depois de maduros acabam estragando… Prefiro achar que sou uma louca, daquelas tão loucas que se esquecem do fato do vez em quando, e acabam trocando de roupa pra ir na padaria. O que eu acho ridículo.

E ser mãe? É um assunto que cansa na prática, mas na teoria é tão bonitinho ficar repetindo. Mas cansa.
E respondendo à Mei, você já é mulher para o mundo, mãe e esposa…Mas por serem papéis que se misturam e se alternam mais do que os nossos amados hormônios, acabam por parecer que nem existem.
 Eu ainda não sei ser tudo isso também, mas tento…me lembro da felicidade de quando eu coloquei uma calça jeans apertada e fui ao supermercado sozinha. Sozinha mesmo. É ver aquele filme “erótico” (ou simplesmente legal) com o maridão, nem que seja por meia hora (isso sempre acontece por aqui), é chorar de cansaço, é pedir pro marido -tenta você,por favor?, é procurar um botão de liga/desliga, é sentir a maior loucura do mundo por alguém que nem fala,é ficar radiante quando o “baby” acorda e te vê, dando aquele sorriso de “te amo mamãe”, é dormir abraçada, é ficar de bobeira total enquanto o baby dorme, é dizer orgulhosa para suas amigas que você dá conta de ser mãe, esposa e uma mulher foda. Que eu acho que é nisso que a maternidade transforma a gente, nos tornamos FODA. Sem falsa modéstia.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Simplificando

  1. então meu amor!!!!! prefira ser verde….. rs pois coisas maduras como você mesma disse tendem a apodrecer….. e não é o que queremos né?????? assim estaremos sempre aprendendo!!!!! é chato ser madurinha de mais…. ser verdinha nos permite uns errinhos de vez em quando…
    beijinhossss… tati.

  2. vou ser sincera.
    eu sempre acho que não dou conta do recado.
    que Nara merecia muito mais coisas do que eu posso dar. e não digo de coisas materiais, mas de momentos legais, de conhecer mais coisas, mais realidades diferentes, sabe?
    sua filha é uma bebê ainda, mas um dia você vai entender o que tô querendo (e nem sei se etô conseguindo) dizer.

    acho que vou escrever um post mais tarde sobre isso.
    🙂
    beijocas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s