“O milagre

dias maravilhosos em que os jornais vêm cheios de poesia… e do lábio amigo brotam palavras de eterno encanto… dias mágicos… em que os burgueses espiam, através das vidraças dos escritórios, a graça gratuita das nuvens.”

                                                                                              Mário Quintana

Neste texto, Quintana faz referência aos “dias mágicos” em que nosso olhar percebe a beleza “gratuita” ao nosso redor… E eu venho treinando esse olhar há tempos, tentanto perceber aquele detalhe em roxo bem no interior daquela flor escondida na calçada.

Acredito que, neste momento, minha vida está ficando cada vez mais rica, mas não a riqueza material, o dinheiro, essa necessidade podre que destrói a vida da gente, eu estou falando de sorrisos em abundância, flores aos montes no jardim, olhares apaixonados, sonhos que podemos tocar…. Por muito tempo minha vida estava nas mãos dos outros, de pessoas que muitas vezes não estavam nem aí pra nada, e muito menos para mim. E passou, muita coisa passou, depois de levar tanto na cara, uma hora a gente toma vergonha e toma o que é nosso! Vive a nossa vida e goza. Porque, viver a nossa vida é uma delícia.

Para que o olhar seja treinado mais rápido, eu recomendo a observação solitária. Ela é mais rica de imediato, nos concentramos nos detalhes que mais gostamos, e aos poucos vamos percebendo a grandeza de cores e luzes que podem estar escondidos no reflexo da janela do ônibus.
Acho que sempre fiz isso, ao invés de ficar pensando em chegar logo nos lugares, eu observava. No metrô (quando eu morava em SP), no ônibus e até quando eu andava de bicicleta, olhava tudo quanto é coisa, achava engraçado perceber os homens olhando para a mulher bonita que passava (e depois perceberem que eu estava ali), sempre encontrava um ninho de passarinho perdido nas poucas árvores da rua e adorava olhar as cores do céu mudando ao entardecer….

Acho que é por isso que meus “dias maravilhosos” andam aumentando, criando raizes e ficando cada vez perto de mim. E eu não me gabo, se você estiver do meu lado, eu não comento, só observo. Assim que você perceber, eu falo, e aí o dia está mais do que maravilhoso, estará compartilhado.

Como anda seu olhar para a poesia que teima em circundar-nos?

Anúncios

Um pensamento sobre ““O milagre

  1. oi nath. sabe… observar é o meu lema!!! na vida.. no trabalho(e como)… em casa… na natureza… nas ruas… com os amigos…. com os idosos… com as crianças… mas só aprendi isso depois que acabei com a inquietação que existia dentro de mim!!! ás vezes ela teima em aparecer…. mas basta me concentrar e relaxar que eu volto a me concentrar e observo tudo que está a minha volta!!! esse é o problema de viver na agitação das grandes cidades… mas tento fazer disso um prazer… observar as cenas do cotidiano… e guardar para mim o que for mais bonito!!! então…. vamos obsrevar a vida!!!
    beijos… (adoro seus posts) 🙂 beijos tati.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s